Blog

Porque ajustar as bitolas dos tratores?

PORQUE AJUSTAR AS BITOLAS DOS TRATORES

Há mais de 29 anos a Marini desenvolve produtos que contribuem com a agricultura, com o objetivo de maximizar todo o potencial das lavouras, independentemente da cultura, desde a soja, trigo, milho, aveia, plantação de batatas, abacaxis e até no cultivo de cana de açúcar.

Sendo assim, a Marini criou o alongador de eixo, um produto desenvolvido com duas finalidades: a primeira é para que a adequação da linha de cultivo do trator, seja alterada da linha original. Quando o agricultor compra um trator que automaticamente já vem com pneus na dianteira e na traseira, por exemplo, na hora da pulverização ele precisa que o trator esteja com uma largura diferente da atual, então, os alongadores de eixo, são utilizados para auxiliar os pneus tanto na dianteira, quanto na traseira dos tratores, possibilitando que o maquinário trabalhe em uma largura diferente o que facilita muito a pulverização, por exemplo.

A outra finalidade é que os alongadores de eixo, por trabalharem com uma bitola diferente é possível atender as demandas de agricultores de outras culturas, como a de batata no Estado de São Paulo, e inclusive de cana de açúcar, pois as usinas de cana, não conseguem utilizar os tratores com as dimensões originais, dessa forma, é preciso alterar a bitola dianteira e traseira dos tratores, fazendo com que estes consigam passar por cima de mais áreas produtivas de cana, com menos amassamento da cultura, o que permite levar até 20% de produtividade a mais na cana.

Nesse sentido a produção de cana de açúcar precisa ter um ajuste de bitola para que se consiga extrair mais cana por hectare e esses ajustes de bitolas, são necessários porque os tratores não vêm de fábrica já com as bitolas ideais para o cultivo da cana de açúcar. Com os alongadores de eixo você não amassa a planta e trabalha na linha certa de cultivo.

Colheita exige atenção dos agricultores

Colheita exige atenção dos agricultores

A colheita é um dos processos mais esperados pelo produtor rural é nesta fase em que será possível avaliar e mensurar se todos os passos na hora do plantio e da semeadura deram resultados. A
colheita é um procedimento agrícola em que o produtor deve planejar todas as etapas, de forma a integrar a colheita ao sistema de produção, esperando que o grão apresente um bom padrão de qualidade.

Neste sentido, as etapas que vão desde a implantação da cultura, até a colheita, o transporte e o armazenamento dos grãos, tudo isso precisa estar relacionado e exercendo seu máximo potencial produtivo.

Em diversos estados a colheita já está em ritmo acelerado, no entanto, ainda é uma fase na lavoura em que o agricultor precisa de atenção. Um dos exemplos mais simples de que é preciso tal atenção, se faz na relação de que durante o plantio e a semeadura, os agricultores investem em diversas tecnologias e produtos, com o objetivo da lavoura expressar seu máximo potencial. No entanto, na hora da colheita, muito em virtude das condições climáticas que interferem nesse processo, exigindo ao máximo do operador e do maquinário, tendo que colher a maior quantidade possível de s/h, faz com que os equipamentos, como a colheitadeira não ganhem devida atenção.

Uma das opções mais viáveis aos agricultores neste processo, é a duplagem de colheitadeiras, que possibilita inúmeros benefícios, como mais segurança para o operador que irá colher em áreas de aclive e declive, além do conforto para o operador, pois o maquinário fica mais estável; mais segurança para o proprietário, pois a máquina duplada tem mais chances de conseguir voltar para o galpão (após um dia colhendo), dessa forma, evitando deixar a máquina exposta no campo sujeita a danificações por inúmeras situações; além é claro, o aumento no poder de flutuação, que dá a sensação de estar com a máquina mais firme sobre a terra.

É importante ressaltar que além destes benefícios, ao duplar a colheitadeira, o agricultor estará evitando a compactação do solo, que nada mais é do que o aumento da densidade do solo e a redução da sua porosidade, que se dá quando ele é submetido a um grande esforço ou a uma pressão contínua. Isso acontece, por exemplo, em função do tráfego de tratores e máquinas agrícolas pesadas, do pisoteio do gado sobre o campo ou do manejo do solo em condições inadequadas de umidade.

Para amenizar esses tipos de situações, a Marini trabalha com três tipos de duplagem de colheitadeira: o rodado duplo tradicional, o rodado duplo com alongador de eixo e o rodado duplo com sistema de engate rápido, que proporciona maior segurança ao agricultor na sua colheita independente da marca e modelo do maquinário que ele possui na fazenda.

Quanto se perde em produtividade ao usar pneus convencionais para pulverização

Quanto-se-perde-em-produtividade-ao-usar-pneus-convencionais-para-pulverização

Na agricultura a sucessão familiar é algo totalmente comum, que historicamente, passa de geração em geração, aonde os negócios são administrados pela própria família. Dessa forma, com uma equipe de trabalho enxuta, as funções se dividem e acabam tomando todo o tempo da família, que, automaticamente, não consegue se deter em uma análise profunda de dados que tornam-se relevantes para garantir a rentabilidade e produtividade de cada cultura.
Mas quando o assunto é produtividade e rentabilidade na lavoura é imprescindível não pensar em todos os processos que levam até estes estágios, como o solo, a semente, o plantio, a semeadura, a colheita e o maquinário.

Analisar alguns dados, é justamente o diferencial na lavoura. Ou seja, são nas pequenas falhas de processos, que notam-se grandes prejuízos no resultado final. Normalmente, os agricultores buscam soluções imediatas para o solo e as plantas, porém, o maquinário é uma ferramenta tão importante quanto, mas que às vezes passa despercebido.

Um dos processos mais importantes na lavoura é a aplicação de defensivos agrícolas nas culturas, que com o auxilio de pulverizadores é possível fazer o controle de pragas e doenças, tornando viável a produção. Qualquer que seja o tamanho da área cultivada, seja em pequenas, médias ou grandes propriedades rurais, o agricultor irá precisar fazer a aplicação de algum tipo de produto químico, pois é quase impossível que, durante o ciclo de produção, a cultura não seja atacada por doenças, pragas e plantas invasoras.

Na hora da aplicação destes produtos é de suma relevância analisar o tipo de maquinário que será colocado na lavoura. Os tratores de pulverização são grandes maquinários, que possuem rodas mais largas e pela distribuição do seu peso, acabam implicando na produtividade na hora da colheita. Por exemplo, a utilização de pneus convencionais na operação de pulverização pode acarretar consideravelmente o amassamento das plantas e das linhas de cultivo, somando altos valores financeiros de prejuízo.

Uma excelente alternativa para não acarretar esse tipo de problema, são as Rodas Crop Marini, que com os pneus de largura e dimensões especiais, facilitam a pulverização, contribuindo para a máxima produtividade da lavoura, além disso, as Rodas Crop Marini possibilitam maior altura do trator em relação ao solo, evitando o amassamento da planta.

Como ter menos perdas após a pulverização

Há divergência entre pesquisadores sobre a exatidão quanto a data de surgimento da agricultura no mundo, no entanto, o que sabe-se é que esta prática existe a mais de 10.000 mil anos. Ao longo deste período várias técnicas foram sendo aperfeiçoadas para atingir os objetivos dos agricultores com as suas terras.

Ano após ano, são realizados investimentos em tecnologia na lavoura para que as plantas possam expressar seu máximo potencial produtivo. É notório o crescimento das mesmas, em lavouras que investem nestas inovações. No entanto, o que se percebe é que são realizados grandes investimentos em produtos para aplicação, mas muitas vezes, o maquinário agrícola não recebe a mesma atenção.

Na grande maioria das vezes, os tratores que aplicam os produtos, continuam com a mesma base e altura com relação ao solo, dessa forma, ficando visível em uma lavoura (depois de uma aplicação de defensivo agrícola) a quantidade de sementes caídas no chão, as plantas amassadas ou até mesmo as vagens que acabam arrebentando, isso porque o trator bateu e danificou as plantas.

Para que isso não ocorra, uma alternativa disponível aos agricultores são as Rodas Crop, prática que recentemente está sendo difundida, no entanto, auxiliam de forma significativa na produtividade da lavoura.

As Rodas Crop são conjuntos de rodas e pneus de largura e dimensões especiais para facilitar a pulverização, com um nível mais alto. Isso faz com que quanto mais altas às plantas, mais elas consigam sobreviver embaixo do trator devido a elevação do mesmo. Portanto, o trator não amassa as plantas, não as derruba, nem as danifica, e, logo, o agricultor que opta por este sistema de Rodas Crop no que tange a pulverização, será um agricultor que terá uma redução de perdas.

Uma opção rentável ao agricultor

Em virtude do aumento do consumo da produção mundial, da área cultivada e dos altos investimentos que envolvem todos os processos da lavoura, desde o planejamento, até a colheita, fizeram com que o produtor tivesse que maximizar seus ganhos com implementos agrícolas, fazendo com que resultasse em maior produtividade, lucratividade e redução de custos. Com isso, tornou-se fundamental realizar o gerenciamento adequado da atividade agrícola, visando até mesmo minimizar os possíveis prejuízos.

Na busca pela qualidade, produtividade e tecnologia no campo, os rodados duplos tornam-se essenciais para o pequeno, médio e grande produtor. Afinal, existem processos que estão diretamente relacionados com a necessidade de realizar o preparo do solo, a semeadura, os tratamentos de cada cultura, etc., e, na maioria das vezes os maquinários agrícolas são utilizados para que sejam executadas tais tarefas, o que demostra a relevância deste tipo de equipamento na condução do sistema produtivo.

Para isso, uma alternativa rentável é o uso de rodados duplos nas colheitadeiras, que proporcionam uma maior distribuição do solo. São inúmeros os benefícios que os rodados duplos de colheitadeira podem proporcionar, entre eles estão a diminuição da compactação do solo, o aumento da produtividade, a economia de combustível, a diminuição do desgaste dos pneus e a redução de patinagem.

Um dos principais benefícios dos rodados duplos de colheitadeira é a não compactação do solo, que justamente é um dos fatores que podem causar queda na produtividade da lavoura. Este tipo de problema afeta a infiltração de água e troca gasosa entre o solo e a atmosfera. Segundo pesquisas científicas o solo compactado representa um grande problema para a produção agrícola, prejudicando-a, pois influencia negativamente no crescimento de raízes e faz com que a planta tenha problemas em seu desenvolvimento.

Em termos técnicos a compactação é o aumento da densidade do solo e a redução de sua porosidade que se dá quando ele é submetido a um grande esforço ou a uma pressão contínua. Geralmente, ocorre em virtude do tráfego de colheitadeiras e demais maquinários agrícolas, além da passagem do gado ou do manejo do solo em condições inadequadas de umidade.

Dessa forma a duplagem das colheitadeiras é uma excelente alternativa para que se tenham mais ganhos em produtividade e lucratividade, pois um solo menos compactado é um solo rico em nutrientes. No entanto, para que a duplagem da colheitadeira seja realizada de forma eficaz, garantindo a produtividade é preciso de uma orientação técnica, com profissionais qualificados que possam orientar sobre as opções de rodados duplos mais indicados para cada tipo de processo.

Luiz Telmo Marini recebe Honra ao Mérito na Câmara de Vereadores de Passo Fundo

Segunda-feira (30), na Sessão Plenária da Câmara de Vereadores, o orador do Grande Expediente, vereador, Ernani Laimer (PPS), aproveitou seu espaço na tribuna para realizar uma homenagem pelos 26 anos de funcionamento da Metalúrgica Marini.

O parlamentar informou que a empresa é um importante investimento passo-fundenses, que tem foco no desenvolvimento, fabricação e comercialização de equipamentos agrícolas. “A empresa é de estrutura familiar e possui uma visão pioneira e inovadora, com reconhecimento conquistado no mercado agrícola” destacou.

A Metalúrgica Marini iniciou suas atividades em 1989, trabalhando em consertos de peças em geral e iniciando a fabricação de Rodados Duplos de forma pioneira. Ela é reconhecida pelo lançamento do rodado duplo com sistema de engate rápido, que permite conduzir implementos nas mais diversas culturas e operações; tornando-se o carro-chefe da empresa. Laimer comentou que hoje, a metalúrgica Marini encontra-se localizada no distrito industrial de Passo Fundo com uma área construída de 4.500 m2 destinados à indústria e departamento administrativo.

Além disso, conta com um total de 70 empregos diretos e 30 indiretos. A homenagem foi marcada pela entrega do diploma de Honra ao Mérito, ao Sr. Luiz Telmo Marini, proprietário da empresa.

26 Anos

Hoje estamos felizes de comemorar 26 anos de história e evolução.

Os dias passam correndo e quando olhamos para trás conectamos os pontos da nossa trajetória até aqui. O que não faltou foi suor, força, garra. Nossos valores nos acompanham e hoje estamos felizes de ver que os Rodados Duplos revolucionaram o mercado, quase não se encontram colheitadeiras com esteiras, quando começamos a maioria dos tratores eram de rodagem simples, hoje até Triplamos. Quando começamos ninguém ainda tinha erguido os tratores (High-cleareance), o que para nós não fazia sentido ter uma planta cada vez mais alta e um trator da mesma altura dos anos 60. Fomos a primeira empresa a Duplar, a primeira a empresa a Triplar, o primeiro a montar o Conjunto de Rodas Altas para Pulverização e assim vamos continuar atuando pela agricultura do Brasil. A vida é feita pelas pessoas e suas interações e a elas somos muito gratos.

Obrigado a quem a cada dia faz parte da nossa missão de alguma forma.
Parabéns!

O que vem por aí!

O Nosso Blog e o novo site da MARINI dão início a um novo momento! Estamos lançando uma nova linha de produtos, um novo modelo de negócios e uma comunicação especial para nossos clientes, parceiros e para o mercado, iniciamos por aqui.

Nos acompanhe e aproveite para compartilhar nossos posts, notícias e eventos com seus contatos!

Seja bem-vindo!

Expointer em novo espaço!

Estamos à quase 1 mês da Expointer, e desta vez não temos só uma novidade, temos 3!

1 – Venha nos visitar, você vai ver que estamos bem ao lado do Banrisul, na esquina com a SEMEATO, KUHN e a Sodertecno.
2 – Não nos busque só pelo pela cor vermelha característica em nosso estande, pois você pode encontrar algo em amarelo também.
3 – O trator mais fotografado das feiras vai estar na Expointer e é claro que ele estará equipado com o Rodado Triplo MARINI. E bem acompanhando, dá nossa nova linha de produtos que vem por aí.