Categoria: agro

Quanto se perde em produtividade ao usar pneus convencionais para pulverização

Quanto-se-perde-em-produtividade-ao-usar-pneus-convencionais-para-pulverização

Na agricultura a sucessão familiar é algo totalmente comum, que historicamente, passa de geração em geração, aonde os negócios são administrados pela própria família. Dessa forma, com uma equipe de trabalho enxuta, as funções se dividem e acabam tomando todo o tempo da família, que, automaticamente, não consegue se deter em uma análise profunda de dados que tornam-se relevantes para garantir a rentabilidade e produtividade de cada cultura.
Mas quando o assunto é produtividade e rentabilidade na lavoura é imprescindível não pensar em todos os processos que levam até estes estágios, como o solo, a semente, o plantio, a semeadura, a colheita e o maquinário.

Analisar alguns dados, é justamente o diferencial na lavoura. Ou seja, são nas pequenas falhas de processos, que notam-se grandes prejuízos no resultado final. Normalmente, os agricultores buscam soluções imediatas para o solo e as plantas, porém, o maquinário é uma ferramenta tão importante quanto, mas que às vezes passa despercebido.

Um dos processos mais importantes na lavoura é a aplicação de defensivos agrícolas nas culturas, que com o auxilio de pulverizadores é possível fazer o controle de pragas e doenças, tornando viável a produção. Qualquer que seja o tamanho da área cultivada, seja em pequenas, médias ou grandes propriedades rurais, o agricultor irá precisar fazer a aplicação de algum tipo de produto químico, pois é quase impossível que, durante o ciclo de produção, a cultura não seja atacada por doenças, pragas e plantas invasoras.

Na hora da aplicação destes produtos é de suma relevância analisar o tipo de maquinário que será colocado na lavoura. Os tratores de pulverização são grandes maquinários, que possuem rodas mais largas e pela distribuição do seu peso, acabam implicando na produtividade na hora da colheita. Por exemplo, a utilização de pneus convencionais na operação de pulverização pode acarretar consideravelmente o amassamento das plantas e das linhas de cultivo, somando altos valores financeiros de prejuízo.

Uma excelente alternativa para não acarretar esse tipo de problema, são as Rodas Crop Marini, que com os pneus de largura e dimensões especiais, facilitam a pulverização, contribuindo para a máxima produtividade da lavoura, além disso, as Rodas Crop Marini possibilitam maior altura do trator em relação ao solo, evitando o amassamento da planta.

Como ter menos perdas após a pulverização

Há divergência entre pesquisadores sobre a exatidão quanto a data de surgimento da agricultura no mundo, no entanto, o que sabe-se é que esta prática existe a mais de 10.000 mil anos. Ao longo deste período várias técnicas foram sendo aperfeiçoadas para atingir os objetivos dos agricultores com as suas terras.

Ano após ano, são realizados investimentos em tecnologia na lavoura para que as plantas possam expressar seu máximo potencial produtivo. É notório o crescimento das mesmas, em lavouras que investem nestas inovações. No entanto, o que se percebe é que são realizados grandes investimentos em produtos para aplicação, mas muitas vezes, o maquinário agrícola não recebe a mesma atenção.

Na grande maioria das vezes, os tratores que aplicam os produtos, continuam com a mesma base e altura com relação ao solo, dessa forma, ficando visível em uma lavoura (depois de uma aplicação de defensivo agrícola) a quantidade de sementes caídas no chão, as plantas amassadas ou até mesmo as vagens que acabam arrebentando, isso porque o trator bateu e danificou as plantas.

Para que isso não ocorra, uma alternativa disponível aos agricultores são as Rodas Crop, prática que recentemente está sendo difundida, no entanto, auxiliam de forma significativa na produtividade da lavoura.

As Rodas Crop são conjuntos de rodas e pneus de largura e dimensões especiais para facilitar a pulverização, com um nível mais alto. Isso faz com que quanto mais altas às plantas, mais elas consigam sobreviver embaixo do trator devido a elevação do mesmo. Portanto, o trator não amassa as plantas, não as derruba, nem as danifica, e, logo, o agricultor que opta por este sistema de Rodas Crop no que tange a pulverização, será um agricultor que terá uma redução de perdas.